Outubro Rosa: Alimentação e exercícios na prevenção do câncer em mulheres



O outubro rosa é um movimento MUNDIAL em prol da prevenção do câncer de mama. Durante este mês a cor rosa está em evidência, cor simbolo da campanha. É muito comum ouvirmos falar sobre auto-exame e mamografia, não é mesmo? Mas de que formas podemos evitar o adoecimento do nosso corpo e o inicio de células cancerígenas?

O câncer de mama é segundo tipo mais frequente no mundo, e o mais comum entre as mulheres, respondendo por 22% dos casos novos a cada ano. (INCA, 2014)
Alguns fatores podem aumentar a probabilidade do desenvolvimento do câncer de mama, são os chamados carcinógenos. 
O fator genético ainda parece ser o mais determinante, porém há fatores ambientais que somados podem inclusive ultrapassar essa probabilidade genética.
Nosso corpo é uma maquina perfeita, onde tudo funciona buscando o equelibrio,  esses equilibrio é chamado de "HOMEOSTASE". Quando fatores exógenos como radiação (sol excessivo), cigarro, alimentação inadequada e sedentarismo começam a desequilibrar o risco para o desenvolvimento de câncer é consideravelmente aumentado.
Veja este gráfico do Inca - Instituto Nacional de Câncer.

No caso do câncer de mama há ainda outros fatores determinantes ligados ao hormônio estrógeno. Esse hormônio em quantidades alteradas facilita a proliferação desordenada de células mamárias, resultando em um tumor. Quanto mais intensa e duradoura é a ação do hormônio nas células mamárias, maior é a probabilidade de um tumor. O estrógeno circula em maior quantidade em nosso organismo durante a fase em que somos férteis, ou seja, enquanto menstruamos. Assim, a possibilidade de desenvolver este câncer é maior em mulheres que menstruam mais jovens e chegam a menopausa mais tarde. (OMS, 2014) 

Agora já entendemos melhor as causas, podemos começar a pensar em como evitar, não é meninas? Penso que existem muitos fatores carcinogênicos que são impossiveis de se evitar, como o fator genético, o período em que o estrógeno vai estar mais ativo, o ar poluido que respiramos diarimente, etc. Por isso é que temos que nos precaver onde é possível e para tanto devemos sim ter uma vida mais saudável. 
Minha mãe faleceu de câncer nos pulmões, vivenciei esta terrível doença, que foi um dos fatores determinantes para a mudança em meus hábitos alimentares. Ela nunca teve uma pessoa na sua familia com câncer, foi a primeira entre irmãos, pais e avós... isso praticamente descarta o fator genético. Ela foi fumante e sedentária, e teve depressão ( tristeza também desenvolve câncer, no meu ponto de vista). 

Alimentação e o Câncer de Mama


Mulheres que consomem vegetais com frequência têm até 45% menos chances de desenvolver câncer de mama, de acordo com um estudo realizado pela Boston University. Alimentos como brócolis, mostarda, couve e hortaliças verdes são ricos em glucosinolatos, que são aminoácidos com um papel importante na prevenção e tratamento de câncer de mama. 

Minhas dicas:

1) Vamos reduzir as "comidas de pacote" em nossas vidas, elas tem muitos conservantes que em sua maioria são comprovadamente cancerígenos.
2) Optar por orgânicos, já que não vai adiantar muito consumir vegetais cheios de veneno, não é? 
3) Açúcar refinado, tchau pra vc!!!!!!!!!
4) Evitar as farinhas brancas vazias (trigo em especial)
5) Cultive esses hábitos em sua família, crie seus filhos para uma alimentação saudável. Incentive quem você ama a comer melhor também! Cuide de todos! Transmita as informações que aprende aqui e ali, vamos mudar o mundo juntas??? 

Exercícios e o Câncer de Mama


Para o Dr. Drauzio Varela, por razões pouco conhecidas, obesidade e vida sedentária aumentam a incidência de certos tipos de câncer. Combinados, os dois fatores são responsáveis por 20% dos casos de câncer de mama, 50% dos carcinomas de endométrio (camada que reveste a parte interna do útero), 25% dos tumores malignos do cólon e 37% dos adenocarcinomas de esôfago, enfermidade cujo número de casos aumenta exponencialmente.
Nos últimos 15 anos, foram publicados vários estudos demonstrando que, independentemente da massa corpórea, mulheres e homens ativos fisicamente apresentam risco mais baixo de desenvolver alguns dos tipos mais prevalentes de câncer da espécie humana: câncer de mama, de próstata e de cólon.

Minhas dicas:

1) O essencial é se mexer. Ache uma atividade que lhe proporcione prazer em primeiro lugar. Isso pode não acontecer logo no inicio, mas ao habituar-se sentirá os benefícios da endorfina.
2) O exercício físico previne e até cura depressões. No meu caso vi minha auto estima aumentar, alegria voltar, além de toda a disposição física me sinto mais confiante em todos os aspectos da minha vida.
3) Tenha orientação profissional. 
4) Não faça da atividade física um robe de final de semana. Mantenha-se frequente. ao menos 3 vezes na semana.
5) Quando estiver se exercitando, seja yoga ou zumba... sinta o movimento, respire, viva o momento, transcenda. Esqueça o que te faz mal e ouça seu corpo.


Amei muito escrever este artigo. Muita pesquisa, leituras e descobertas. 
Vamos nos amar, vamos nos tocar e fazer sim o auto exame. Passou dos 35 anos é mamografia todo ano. Se descoberto cedo este câncer tem grande chance de cura!

Comente pelo Blogger
Comente pelo Facebook
Comente pelo Google+

0 comentários:

Postar um comentário

Compartilhe conosco suas dúvidas e experiências.



Categorias

Visualizações

Arquivo