Ser Sarada... Um Estado de Espírito!


Não é de hoje que compartilho com meus leitores o meu conceito de: SER SARADA!
Ser Sarada não é estar com o peso da modelo famosa, com as medidas da cintura daquela gatosa da playboy! Ser Sarada pra mim é estar de bem com você mesma e se amar, permitindo que você ame com mais intensidade todos ao seu redor.
E por isso hoje eu trago para vocês um texto da minha amiga Gabriela Dias, enfermeira especializada em saúde da mulher, apresentadora de TV, palestrante e cerimonialista, falando sobre Envelhecimento e beleza.

Sempre foco na questão da felicidade... insistindo que em primeiro lugar precisamos estar saudáveis.
Estar saudável de corpo e de mente. Os exercícios e uma alimentação adequada são peças chaves nesse processo de felicidade e saúde!
Mas o principal para que consigamos seguir nossa jornada diária, tantas vezes estressante e cansativa é nos amarmos. E para mim, ser sarada é isso... um estado de espirito, onde encontramos o equilibrio e plenitude do amor próprio.

Vamos ao texto da Gabriela?

Beleza se põe a mesa?

Senti-me estimulada a escrever sobre isso desde o dia que fui a uma palestra da querida e grande profissional, Mirian Goldenberg. A palestrante tratou do tema “Desejos e Medos da Mulher Brasileira”. Nós mulheres temos características muito específicas. Somos diferentes, temos nossa maneira, nosso jeito, oposto do senso masculino. Por exemplo, temos a grande habilidade de conseguir fazer várias coisas ao mesmo tempo, de estar doente e ainda ser a “super heroína” de casa, ir ao supermercado, levar filho na escola, ir ao trabalho, e, de preferência, estar com a maquiagem impecável, bonita e “se der” num saltinho.
Mas agora te faço uma pergunta: quando decidimos nos arrumar, andar horas de salto, acordar mais de 1 hora antes (para colocar aquele “reboquinho”), estamos fazendo para nós mesmas? Ou sabemos que muitas vezes quem mais irá reparar no nosso look e na apresentação pessoal, são as mulheres que estão ao nosso redor? Você deve estar pensando quem é você para fazer esta pergunta? Sou a Gabriela, mãe, enfermeira, professora e que também ama se arrumar, que não sai de casa sem um delineador nos olhos? Contudo, nos últimos tempos, tenho pensando muito sobre os “estereótipos” que a sociedade vem colocando em nossa mente, sem que a gente perceba.
Você sabia que o Brasil fica em primeiro lugar no quesito “imitar” as modas das novelas? Nós brasileiras estamos em primeiro lugar no uso de TUDO que envolve a área dos cosméticos? O Brasil também está em primeiro lugar em cirurgias plásticas, numa pesquisa realizada em 10 países. Isso deixa claro, que nós brasileiras temos MEDO de envelhecer. Eu te faço mais uma pergunta: qual mulher não deseja perder 2 quilos? Mesmo a mais magra, sempre queremos um pouquinho mais...rsrs... porque soa tão bem aos nossos ouvidos: Nossa como você emagreceu? Isso me faz pensar que vivemos realmente para provar algo as pessoas! Por mais que eu me sinta bem resolvida, há sempre algo a mudar!
As pesquisas mostram também que as mulheres jovens não tem tempo para si, e começam aproveitar a vida quando estão mais velhas. Será que precisamos ficar mais velhas para aproveitar? A melhor idade depende de nós. 
Será que precisamos da experiência para ver que não é só a beleza que se põe a mesa? Sei o quanto a beleza é importante e o quanto ela nos move, mas o que tem me feito pensar é que todos chegaremos à velhice, nós jovens de hoje, seremos os velhos de amanhã! Se posso melhorar, porque não? Só não posso ser uma escrava, que vive somente pela moda dita por uma novela, ou pelo que leio nos jornais e nas revistas, onde as pessoas estão sempre tão belas, porém nem sempre felizes! 
Quero chamar a sua atenção que devemos em primeiro lugar ser nós mesmas, autênticas, protagonistas da nossa histórias, o foco não deve ser agradar aos outros! Devemos aprender a dizer NÃO! O segredo é fazermos o que temos vontade. Não temos tempo para agradar aos outros, precisamos é cuidar de MIM/VOCÊ”. Com isso, evitamos aborrecimentos, preocupações! 
Temos a mania de nos comparar, precisamos nos enxergar LINDAS! Devemos afastar os medos, eles, sim, nos envelhecem. “Nós não temos idade, isso sim é rótulo”, disse Mirian Goldenberg em uma de suas afirmações. Desde o dia que ouvi isso, passei a ver as pessoas de outra forma, e eu convido você a fazer essa experiência! 
Sorria mais... você sabia que acionamos 14 músculos para sorrir e 72 para franzir a testa? Sorrir nos exige menos esforço, rejuvenesce e faz a gente viver melhor!
Obrigada e até a próxima!

Um forte abraço.




Comente pelo Blogger
Comente pelo Facebook
Comente pelo Google+

0 comentários:

Postar um comentário

Compartilhe conosco suas dúvidas e experiências.



Categorias

Visualizações

Arquivo